Terça-feira, 25 de Outubro de 2005

Confesso ás nuvens...

Nuvens.jpg



A vantagem deste “blogs” é que podemos desabafar o que nos vai na alma… E como não conhecemos ninguém (eu pelo menos não conheço!) podemos ser sinceros, sem medo de represálias!!!


Ora então aqui vai!!!


 


A confissão da minha Alma…


 


Aconteceu-me algo que pensava nunca mais vir a acontecer…


Mas como diz o ditado… “Nunca digas nunca!”


Sei que vou ficar com o coração partido em bocadinhos microscópios quando tudo acabar…


Sim, porque tudo acaba… Um “belo” dia , tudo encontra o seu fim…


Passei a noite angustiada com essa ideia…


E de cada vez que pensava no fim (do que ainda não começou!!!)… Apertava ainda mais a roupa da minha cama…


 A cama torna-se um local gigantesco… Com kilometros e kilometros de distância, onde nos sentimos tão pequenas como um grão de areia num deserto…


Mas essa distância toda fica atenuada, quando me envolvo nas mantas e sinto o teu cheiro…


Parece que estás ali comigo…


A embalar-me pela noite dentro…Bem abraçada a ti!


Sinto-me segura assim!!!


Como se a minha cama se transforma-se num aglomerado de nuvens…


E ficamos ali… Abraçados… A flutuar!!!


Queria ser capaz de te dizer isto tudo em pessoa…


Mas tenho medo!!! Muito medo!!!


Medo de perder o que nunca tinha sentido até agora…


Medo do… “Só te vejo como uma amiga…” ou de algo parecido!!!


Todas as vezes que penso que tenho coragem para dizer o que realmente sinto… Fico paralisada…O meu Cérbero começa a enviar mensagens de “RED ALERT” e sirenes de aviso de ataque aéreo… E perco a coragem!


Talvez por imaginar que sei qual seria a tua resposta se chega-se ao pé de ti e te disse: “Aconteceu uma coisa engraça… Apaixonei-me irremediavelmente por ti!!”e então lá vinha a maravilhosa da resposta!!!


Mas quem me diz a mim que será isso que vai acontecer????


Talvez seja o meu Sistema de Protecção “topo de gama”, que está sempre ligado. Acabo sempre por nunca esperar nada de extraordinário da pessoas… Nunca penso que “Olha… Sim senhor!!! Fez exactamente o que estava à espera!!!”, porque de cada vez que penso isso (ou antes… pensava!!), apanhava grandes desgostos… Alguns deles que me introduziram a umas fases da minha vida que não tenho muito orgulho… Mas aprendi com elas, o que foi muito bom!


Não sei de onde veio todo este sentimento…


Quer dizer… Até sei!!!


Ele anda por cá desde a primeira vez que te vi, mas nunca o deixei sair cá para fora…


Agora que me lembro… Quando te vi pela primeira vez…Foi como se tudo que estava em meu redor, desaparecesse!!! Só te vi a ti a descer a rua!!!


Meu deus como estava nervosa!!! Vermelha como se tivesse estado a fazer o pino durante 2 horas e todo o meu sangue se concentrasse ali, na minha cara!!! Credo, que figurinhas!!!


Engraçado…É exactamente dessa maneira que fico, sempre que estamos juntos no primeiro instante!!! Depois os sons recomeçam a voltar, muito suavemente, entre cada pausa de um beijo!!!


Sinto-me perdida quando sais do pé de mim!!!


Fico suspensa no tempo e no espaço…


Quando finalmente caio na realidade, olho em meu redor e fico a pensar... “Mas que raio??!?!?! Quando é que fiz isto tudo????”… É como se o nosso corpo fizesse todas as coisas normais do dia a dia, mas a nossa alma estivesse noutro sitio…


Não te sei explicar como passado dias desde o nosso breve encontro, ainda conseguir sentir os teus beijos e tudo o resto…Cada vez que fecho os olhos, sinto-te junto de mim…


Não te consigo explicar tal acontecimento! É a primeira vez que me acontece!


Será que te amo?


Não sei!?!?!?!?!?!?! Talvez!!!!!!!!!!!


Não…Definitivamente… Acho que sim!!!!


 Mas será que devo???? Será que posso????


 


Só o tempo dirá!!!


Ou melhor… Só tu me dirás!!!


 


O meu estado de espírito está como a música da Ivete Sangalo “A Lua que eu te dei”:


Posso te falar dos sonhos, das flores…De como a cidade mudou…Posso te falar do medo, do meu desejo…Do meu amor…Posso falar da tarde que cai…E aos poucos deixa ver no céu a Lua…Que um dia eu te dei…


Gosto de fechar os olhos…Fugir do tempo, de me perder…Posso até perder a hora…Mas sei que já passou das seis…Sei que não há no mundo…Quem possa te dizer…Que não é tua a Lua que eu te dei…Pra brilhar por onde você for…Me queira bem…Durma bem…Meu Amor…


Posso falar da tarde que cai…E aos poucos deixa ver no céu a Lua…Que um dia eu te dei…Pra brilhar…Por onde você for…Me queira bem…Durma bem…Meu amor…Durma bem…Me queira bem…Meu Amor!


 


Prontos!


Acho que descarreguei o que me ia na alma!


 

publicado por bluespirit às 14:44
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Fevereiro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
29

.posts recentes

. Acrilico - Reconstrução

. Vou alterar o meu blog :)...

. Hoje...

. O meu nino é Bebé hoje :)

. Yuuppiiii começa hoje o v...

. Momentos Kodak...

. Tu és o meu "tudo"!

. Novo Cabeçalho... E uma p...

. Pensamentos fragmentados!

. Amar é...

.arquivos

. Fevereiro 2012

. Setembro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Junho 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

.tags

. todas as tags

.Bluespirit a alguns amigos...

.Bluespirit's que já cá estiveram!

Counter Stats
wimbledon
wimbledon Counter
blogs SAPO

.subscrever feeds